mercado de trabalho na Psicologia

Afinal, como está o mercado de trabalho na Psicologia?

Depois de concluir sua faculdade, é de se esperar que você encontre um lugar no mercado de trabalho, comece a ganhar seu salário, acumule experiência e cresça em sua carreira. Porém, para algumas áreas, o futuro pode não ser tão certo assim, já que elas têm muitas aplicações. É o caso, por exemplo, do mercado de trabalho na Psicologia, o qual é um meio bem exigente e com várias formas de especialização.

Para conseguir o seu lugar como profissional, é necessário mais do que uma formação geral e saber usar o LinkedIn para encontrar oportunidades de trabalho. Você precisa escolher um nicho de trabalho e conhecê-lo a fundo, destacando-se como um especialista. Além disso, a demanda para cada um desses nichos também muda de acordo com a época.

Assim sendo, se você está se formando, já é profissional ou está prestando vestibular, vale a pena entender como está o mercado de trabalho na Psicologia e quais setores mais estão contratando. Acompanhe a leitura e saiba mais sobre o assunto!

As principais áreas de atuação do psicólogo atualmente

Enquanto profissão, a Psicologia já se diversificou bastante, misturando-se a outros setores como esportes, judicial e nutrição. E cada um costuma adotar procedimentos bem diferentes para a execução de suas tarefas.

Na sequência, veja quais são as principais áreas de atuação do psicólogo hoje em dia e quão promissoras elas são para quem está se inserindo no mercado de trabalho.

Psicologia acadêmica

Como qualquer área de formação, a Psicologia também apresenta um amplo campo acadêmico, composto pelos diversos professores e pesquisadores que atuam nas universidades. Dependendo da linha que você segue ou pretende seguir, há boas chances de que esse seja um excelente caminho para ter uma carreira rentável, com prestígio e muito sucesso.

As oportunidades de trabalho no meio acadêmico podem variar bastante, sendo principalmente associadas a concursos. O retorno dessas possibilidades depende também de sua área de ênfase e da sua linha de pesquisa. Alguns psicólogos acadêmicos, por exemplo, recebem patrocínio privado ou prioridade em editais para pesquisas que beneficiem diretamente a instituição em questão.

Psicologia clínica

Esse é o formato mais tradicional de atuação para o profissional de psicologia: ter um consultório particular, onde recebe seus clientes e realiza as sessões de terapia. A grande maioria dos novos estudantes e profissionais que entram nessa área estão buscando esse nicho de atuação, o que torna ainda mais importante que você se destaque dos concorrentes.

De forma geral, essa parte do mercado de trabalho na Psicologia está um pouco saturada, o que contribui para que sua inserção nela seja um pouco mais difícil. Porém, isso não significa que você precisa abandonar a clínica. Há várias abordagens teóricas e formas de consulta, o que pode ser um diferencial para seu público. Apenas tenha em mente que, como profissional autônomo, você terá que trabalhar em outras áreas, como marketing e gestão financeira, para manter seu negócio ativo.

Psicologia do esporte

Nos últimos anos, graças ao aumento no número de atletas e nas exigências feitas a eles, tem se desenvolvido uma psicologia do esporte, a qual vem a ser um conjunto de práticas — aplicadas por um profissional — que tem o intuito de otimizar o desempenho dos atletas e diminuir seu desgaste. Esse é o caso, por exemplo, do psicólogo que atua com grandes times de futebol para alcançar metas mais elevadas.

Esse nicho tem crescido bastante nos últimos anos graças à popularização de diferentes esportes e a uma maior ênfase de esportes tradicionais, como o futebol, em um desempenho mais elevado. O número de concorrentes especializados ainda não é muito alto, então é uma boa época para se inserir nesse mercado.

Psicologia hospitalar

Para além das clínicas particulares, o psicólogo também tem a possibilidade de atuar em hospitais, lidando com os pacientes locais e seus familiares. É um profissional importante para facilitar o processo de reabilitação e evitar a descontinuidade de tratamentos mais difíceis — um problema com o qual toda instituição de saúde precisa lidar em algum momento.

É uma área um pouco difícil de atuar, pois o profissional fica muito mais sujeito à pressão emocional. Por outro lado, se, apesar disso, acredita que essa é a melhor escolha para você, então terá várias oportunidades de trabalho. Não é um mercado tão aquecido, mas tem diversas vagas.

Psicologia jurídica

Por si só, o trabalho de lidar com pessoas em situação de prisão e atender vítimas de crimes já é bastante difícil. Por isso, é importante que ele seja realizado por um psicólogo jurídico, que é um profissional especializado e capacitado para atender tais demandas.

Assim como na psicologia hospitalar, o psicólogo jurídico costuma estar sob bastante pressão, o que aumenta o valor desse trabalho. Sendo assim, a concorrência pelas vagas tende a ser menor que a média. Contudo, ainda é importante se especializar bastante, pois esse é um dos setores mais exigentes do mercado.

Psicologia organizacional

Por fim, mas não menos relevante, o psicólogo também tem ganhado um espaço importante no setor de Recursos Humanos de diversas empresas. Considerando que o mundo empresarial, assim como o mercado de trabalho, está se alterando drasticamente, os negócios precisam de novas metodologias para se adaptar a essa realidade.

Essa é uma das áreas que mais contrata psicólogos hoje em dia, pois precisa de especialistas para maximizar o desempenho profissional de seus colaboradores e elevar a satisfação do público interno. Ter uma formação voltada para a gestão de pessoas e o desenvolvimento de competências ajuda bastante nisso.

A importância da pós-graduação no mercado de trabalho na Psicologia

Como mencionamos algumas vezes até agora, independentemente da área na qual pretende atuar, é necessário que você invista em especialização, especialmente na sua pós-graduação.

Cada vez mais, empresas e concursos exigem que os psicólogos sejam especialistas em alguma área específica para serem contratados. Além disso, vale a pena fazer cursos de extensão, que têm conteúdo mais direcionado para uma área específica. Isso incrementa bastante seu currículo e ajuda você a se destacar.

Com todas essas informações em mente, você já deve entender melhor como está o mercado de trabalho na Psicologia. Lembre-se: o mais importante para profissionais dessa área é saber onde e como se especializar.

Se você quer aprender mais para se destacar nesse mercado, entre em contato com a Cognitivo e conheça nossos cursos agora mesmo!

Powered by Rock Convert

Sem Comentários

Cancelar