Como é possível lidar com adultos com TDAH?

Distração crônica, esquecimentos frequentes, procrastinação, desorganização, comportamentos de risco, mudanças constantes de emprego e de relacionamentos. Esses são alguns sinais que ajudam a identificar adultos com TDAH.

O Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade é bastante conhecido em crianças, mas estudos indicam que o problema também pode se desenvolver de modo tardio. Quer entender um pouco melhor sobre como é esse quadro em adultos?

Acompanhe este post, veja os principais sintomas do TDAH, entenda a importância do diagnóstico e conheça as formas de tratamento!

O Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH)

Desordens no funcionamento executivo, como nos casos de TDAH, prejudicam a atenção e dificultam o freio comportamental. Outras áreas afetadas por esse transtorno são:

  • foco e concentração;
  • controle de impulsos;
  • regulação emocional;
  • organização;
  • planejamento;
  • iniciativa e persistência;
  • capacidade de solucionar problemas;
  • gerenciamento de tempo.

Alguns sintomas do TDAH são semelhantes na infância e na vida adulta. Em ambas as fases, o problema é marcado por três características principais: impulsividade, desatenção e inquietude.

Adultos com TDAH sofrem com distração, atrasos frequentes, déficits na memória, agitação física e mental e dificuldade de se organizar — com compromissos, horários e ambientes. Em razão de todos esses prejuízos, somados ao típico comportamento impulsivo, é comum a pessoa apresentar baixo desempenho em suas atividades, como no contexto acadêmico ou profissional.

Não somente as tarefas funcionais são afetadas por esse transtorno, mas também a vida social e os relacionamentos. Isso ocorre porque o indivíduo é guiado por dificuldades interpessoais e expectativas de fracasso, em razão das rotulações que recebeu ao longo de suas experiências.

Outra característica do TDAH, que interfere nas relações, pessoais ou profissionais, é a insubordinação diante de ordens e regras. Pessoas com esse quadro tendem a agir sem pensar nas consequências e costumam apresentar temperamento explosivo. Outros problemas decorrentes dessa condição clínica são:

  • procrastinação frequente;
  • instabilidade de humor;
  • deficit na autoestima;
  • sentimentos de culpa e raiva;
  • isolamento social;
  • autossabotagem e comportamentos disfuncionais, incluindo vícios e outras atitudes de risco.

O diagnóstico de TDAH é determinante para o tratamento e a consequente melhora na qualidade de vida. A falta de acompanhamento especializado pode dar espaço para o surgimento de outros problemas, como estresse crônico, transtornos de ansiedade, depressão, bipolaridade, compulsão alimentar, dependência química etc.

O momento de iniciar o tratamento

É comum identificar os sinais desse transtorno em crianças. No entanto, não há idade certa para começar o tratamento de TDAH. Claro que quanto mais cedo confirmar o diagnóstico, melhor para o paciente.

Adultos com TDAH apresentam o problema de forma um pouco diferente, com sintomas mais tênues. Em geral, o indício que se destaca é a desatenção. Quando não diagnosticada, a pessoa pode ser julgada como “preguiçosa” e “desinteressada”. Esse tipo de rótulo é prejudicial à autoestima e à autoconfiança, pois leva o indivíduo a acreditar que tais defeitos são parte de sua personalidade.

Outro ponto evidente é a necessidade constante de receber estímulos e manter-se ativo e envolvido em algo novo. Isso ocorre porque pessoas com TDAH têm sérias dificuldades para preservar o interesse por muito tempo. Os resultados disso são a troca frequente de empregos, a instabilidade nos relacionamentos, a falta de persistência para alcançar objetivos, a má gestão financeira, entre outros problemas.

Portanto, a avaliação diagnóstica correta é o primeiro passo para o adulto com TDAH saber que seu problema tem nome e que pode ser tratado. Algumas pessoas com esse quadro ainda conseguem criar estratégias de enfrentamento para compensar seus déficits, mas outros podem ter sérios comprometimentos na vida social e funcional.

Mas, afinal, adultos com TDAH carregam o problema desde a infância ou podem desenvolvê-lo de modo tardio? Na verdade, as duas situações ocorrem: crianças com esse diagnóstico tendem a continuar com os sintomas, se não forem devidamente acompanhadas; e o quadro também pode se manifestar somente na vida adulta.

Apesar de as causas neurológicas ainda serem apontadas como as principais, a influência do ambiente também é um fator provável entre os adultos. Nessa fase, a rede de apoio emocional é reduzida. Em contrapartida, a pluralidade de funções, as exigências e os problemas — pessoais, financeiros, profissionais e interpessoais — aumentam. Tudo isso pode contribuir para o agravamento do quadro.

Possíveis tratamentos para adultos com TDAH

Os tratamentos mais indicados para adultos com TDAH são o uso de medicamentos e a psicoterapia. Os casos devem ser avaliados em sua especificidade, para que as intervenções sejam definidas de acordo com o nível de comprometimento de cada paciente. Veja quais são as possibilidades!

Intervenção farmacológica

Os medicamentos utilizados no tratamento de TDAH pertencem ao grupo dos psicoestimulantes. Eles atuam sobre a dopamina e conseguem melhorar o funcionamento do cérebro. Os principais efeitos da intervenção medicamentosa são:

  • redução da distração;
  • aumento da concentração;
  • mais agilidade mental;
  • capacidade de manter a atenção em uma mesma atividade por períodos prolongados;
  • inibição da motricidade, o que leva ao controle do comportamento impulsivo;
  • clareza e organização nos pensamentos.

Acompanhamento psicológico

Seja qual for o transtorno mental, todo tratamento com medicamentos deve ser acompanhado de psicoterapia. O acompanhamento psicológico é o que garante a melhora em longo prazo, por meio da modificação dos pensamentos. Isso é necessário para que o paciente consiga reduzir ou até cessar o uso dos fármacos com segurança, ou seja, sem risco de recidivas.

Terapia cognitivo-comportamental (TCC)

A terapia cognitivo-comportamental é a principal indicada para o tratamento psicológico de adultos com TDAH. A abordagem já é reconhecida no meio clínico por sua eficácia, tanto para esse quadro quanto para diversos outros transtornos.

A TCC se destaca justamente pelo seu foco no componente cognitivo e na formulação dos pensamentos, que podem produzir visões desajustadas da realidade. É fundamental analisar esses padrões, uma vez que o TDAH pode dificultar a construção de ideias e comportamentos adaptativos ao longo das experiências do paciente.

As técnicas da TCC ajudam a desconstruir as crenças equivocadas da pessoa com TDAH e reestruturar seus padrões de pensamento e comportamento. Assim, o indivíduo pode:

  • desenvolver novas estratégias de enfrentamento;
  • melhorar a autoestima, a motivação e a estabilidade emocional;
  • tomar consciência das próprias habilidades;
  • criar hábitos de vida mais produtivos.

Boas práticas

A TCC também é conhecida por seus métodos estruturados e diretivos. Nessa abordagem, existe uma aliança entre terapeuta e paciente e os dois assumem responsabilidade pela evolução do tratamento. Nesse sentido, a pessoa desenvolve mais autonomia e aprende, a partir de técnicas específicas, a direcionar seus próprios pensamentos e comportamentos.

Assim, fica mais fácil criar novos hábitos para o dia a dia. O treino contínuo de boas práticas é um recurso essencial para reduzir os sintomas de TDAH. Exemplos são: estilo de vida saudável, para equilibrar o humor e reduzir o estresse; estratégias de organização; técnicas de gestão de tempo.

Para os profissionais da saúde mental, é importante ter um conhecimento aprofundado para realizar o diagnóstico correto em adultos com TDAH. Portanto, é válido buscar atualização e adquirir o preparo técnico necessário para auxiliar seu paciente a superar esse problema.

Quer mais informações sobre o Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade? Confira mais um artigo sobre o tema e conheça os principais sintomas do TDAH em crianças, adolescentes e adultos.

Powered by Rock Convert

Sem Comentários

Cancelar