Como funciona o LinkedIn: 6 dicas para aproveitar a rede social

Construir uma carreira na área de psicologia é um grande desafio. Além de ser necessário passar anos estudando e se especializando, você também precisa saber como atrair pacientes e construir seu nome no mercado de trabalho. Para isso, você precisa dominar alguns meios de comunicação e divulgação. Aprender como funciona o LinkedIn é um bom ponto de partida caso você esteja em dúvida.

Claro que, como qualquer outro canal de divulgação para seu trabalho, você terá que ser bem proativo para tirar proveito dele. Há muito potencial para quem usa essa rede social, desde que você saiba quais são suas principais qualidades.

Você quer aprender mais sobre o tema? Então acompanhe e veja tudo que você precisa saber sobre o LinkedIn para poder aproveitá-lo ao máximo!

O que é e como funciona o LinkedIn?

Como já mencionamos, o LinkedIn é uma das várias redes sociais disponíveis hoje em dia. Mais especificamente, é uma rede social voltada para a vida profissional das pessoas. Nela, você tem como criar um currículo, entrar em contato com empresas, compartilhar experiências de trabalho que já teve, entre outras coisas que possam ser relevantes para um potencial contratante.

O funcionamento básico dele é bem similar ao de muitas outras redes sociais. Você pode criar conteúdos e postagens, as quais ficam na linha do tempo do seu perfil e aparecem no feed de outras pessoas associadas a você. Porém, ele apresenta outros recursos que costumam ajudar a promover um serviço, marca ou sua carreira.

Como tirar mais proveito do LinkedIn em sua carreira?

Depois de entender o que é e como funciona o LinkedIn, o próximo passo é aprender como usá-lo para atrair mais pacientes e melhorar sua imagem como psicólogo, independentemente de sua vertente.

Para ajudar com isso, separamos aqui 6 dicas que você pode colocar em prática logo. Acompanhe:

1. Crie vários contatos

A base para o sucesso da grande maioria dos profissionais hoje em dia é o seu trabalho de networking, ou seja, criar conexões para trocar informação e indicações. Quanto mais desses você tiver e quanto mais deles forem relevantes para sua área, mais fácil será conseguir indicações de pacientes.

A princípio, você não precisa ser tão criterioso para os contatos que cria. Basta buscar antigos colegas de trabalho ou de sua formação para ter um pouco de partida. Porém, com o tempo, é importante criar conexões que valorizem seu perfil, como outros profissionais bem-sucedidos, além de evitar associar seu nome a pessoas que possam prejudicar muito sua imagem. Essa é uma rede social estritamente profissional, afinal.

2. Preencha todas as suas informações

Um dos erros que mais desvaloriza um perfil em qualquer rede social é a ausência de informações importantes sobre o usuário. Coisas como o seu emprego atual, sua formação, contatos, cursos de extensão, entre várias outras, devem sempre estar preenchidas dentro do seu perfil para que potenciais pacientes vejam suas qualificações.

A forma como funciona o LinkedIn é baseada principalmente nesses dados. Com elas, o público pode ter uma visão mais completa sobre suas capacidades e experiências. Em muitos casos, isso é o que mais faz a diferença quando alguém está pesquisando profissionais na internet.

3. Seja ativo e interaja

Deixar um perfil completo não será sempre o suficiente para levar seu nome até um potencial paciente. As redes sociais, incluindo o LinkedIn, dão mais preferência a usuários que são mais ativos, postam com regularidade e respondem aos comentários de outras pessoas. Quanto mais engajamento você puder gerar em seu perfil, melhor será sua visibilidade.

Essas atividades também são uma boa forma de atrair mais pacientes. Perfis inativos podem ser dados como “fantasmas”, ou seja, perfis que não são mais utilizados e não respondem a nenhuma forma de contato. Isso pode custar várias oportunidades de negócio caso você acabe recebendo novas propostas por meio do LinkedIn.

4. Compartilhe conteúdo de qualidade em seu perfil

Aquilo que você diz no LinkedIn tem grande impacto na opinião das pessoas a seu respeito. Em geral, alguém que se preocupa em transmitir conhecimento e notícias relevantes tem muito mais credibilidade com seu público, o que também favorece sua carreira profissional. Se você quiser construir uma boa imagem, deve pensar bem a respeito dos conteúdos que compartilha.

Outra boa ideia é não apenas compartilhar, mas também criar seus próprios conteúdos. Ou, pelo menos, adicionar alguma opinião construtiva em cada um deles. Além de ser uma oportunidade para demonstrar seus conhecimentos, também é outra maneira de manter seu público engajado.

5. Participe de grupos em sua área

Uma das melhores ferramentas que o LinkedIn oferece para que você se promova e cresça enquanto profissional é a criação de grupos. Independentemente de seu segmento de atuação, você pode encontrar grupos nos quais outros profissionais da mesma área se comunicam entre si. Há o costume de trocar indicações, dicas e oportunidades.

Seja ativo em, pelo menos, um ou dois grupos da sua área. Acompanhe atualizações, converse com outras pessoas que tenham mais experiência e dê sua própria orientação àqueles que estão chegando agora. Isso ampliará sua rede de contatos e também ajudará a mantê-lo mais atualizado sobre as tendências da psicologia ao longo dos anos.

6. Diferencie-se com recursos audiovisuais

Por fim, mas não menos importante, você deve sempre usar imagens e sons para chamar a atenção do público. Mesmo no LinkedIn, o tempo de atenção dos usuários ainda é bem curto, sendo necessário capturá-los antes de poder se aprofundar em um determinado tema. Para isso servem conteúdos audiovisuais.

Imagens trabalhadas, vídeos, slideshares, entre outros recursos, são muito bem-vindos aqui. Quando bem produzidos, eles também transmitem uma imagem mais profissional a seu respeito, o que é ótimo para sua credibilidade. Se for necessário, você pode, inclusive, buscar um profissional na área para produzir tais materiais para você. Ele pode ser mais um dos seus contatos.

Com todas essas informações, você já deve entender melhor como funciona o LinkedIn e como ele pode melhorar sua carreira de psicólogo. Enquanto você se mantiver ativo nele, sempre terá algum retorno.

Achou estas dicas úteis? Então compartilhe este artigo em suas redes sociais e mostre a mais pessoas como usar a plataforma!

Powered by Rock Convert

Sem Comentários

Cancelar