Contato profissional na área da saúde: como criar um bom networking?

Manter um bom contato profissional com colegas da área da saúde é fundamental para crescer na carreira e conquistar seus objetivos. Afinal, o trabalho nesse campo depende, em muitos níveis, da parceria e colaboração com outras pessoas.

Além do encaminhamento de pacientes, a construção de um networking interessante pode proporcionar também a indicação do seu nome para vagas de trabalho ou um convite para desenvolvimento de projetos autônomos. Assim, você tem muito a ganhar com os relacionamentos que cria e mantém com outros profissionais.

Quer saber mais sobre o assunto e descobrir como começar e fortalecer sua rede de contatos? Confira as dicas deste post!

Por que é importante construir uma rede de contato profissional?

Inicialmente, é preciso entender o que está por trás do networking. Algumas pessoas deixam de aproveitar os benefícios dele por timidez ou por não acreditarem que contar com apoio de outros profissionais seja positivo. É comum, por exemplo, ouvir críticas às indicações de alguém para vagas de emprego.

Entretanto, é possível olhar para a situação de um ponto de vista diferente: se lhe pedissem uma recomendação profissional hoje, quem seria seu escolhido? Provavelmente, você pensaria em colegas comprometidos, que tiveram uma formação eficiente e trabalham com competência, certo?

Dessa forma, o networking apresenta um grande potencial, já que está diretamente ligado à qualidade. Afinal, dificilmente alguém vai recomendar um profissional em quem não confia. Ou seja, longe de ser algo vergonhoso, conquistar o reconhecimento de colegas e ser indicado por eles é um sinal de credibilidade, portanto, uma conquista importante.

Além do benefício de ser encaminhado para vagas de emprego ou receber convites para projetos relevantes, o contato profissional também oferece outras vantagens. Por exemplo, a oportunidade de compartilhar conhecimentos com os colegas — eles podem esclarecer dúvidas sobre um tratamento ou ajudar na sua tomada de decisões em determinado caso.

Outro elemento interessante do networking é enriquecer o seu perfil profissional com a experiência de colegas. Alguém especialista no atendimento com crianças, por exemplo, pode dar ótimas dicas para você iniciar nesse nicho.

Além disso, a rede de contatos é útil para oferecer suporte em relação aos desafios comuns na atuação como psicólogo. Nada como conversar com quem enfrenta as mesmas dificuldades que você, não é mesmo? Considerando as particularidades da administração de uma clínica, esse apoio é fundamental.

Como criar um bom networking na área da saúde?

Quem trabalha na saúde entende o quanto sua atuação muitas vezes está relacionada à de outros profissionais. Isso porque é muito raro um tratamento se dar de forma isolada. Em geral, quem procura um psicólogo costuma passar também por médicos, nutricionistas etc.

Assim, é importante ter uma rede de relacionamentos com colegas da saúde. Mas agora que você já conhece a relevância do contato profissional na Psicologia, como aprender a fazer isso? Veja a seguir algumas dicas práticas para construir o seu networking:

Defina seus objetivos profissionais

Um passo essencial para a construção de um networking eficiente é ter clareza do que você quer para sua carreira. Afinal, as relações profissionais não devem ser aleatórias, mas atender às necessidades e interesses dos envolvidos.

O ideal é construir uma rede de contatos com pessoas que você considere confiáveis e competentes nas áreas em que trabalham. Se o plano for começar um projeto profissional coletivo, é importante, ainda, compartilhar valores e sonhos parecidos.

Isso não significa, entretanto, conversar apenas com pessoas que atuam no mesmo nicho que você exerce sua atividade. Pelo contrário, é interessante que o networking sirva para complementar seu trabalho. Dessa forma, se torna possível, por exemplo, receber encaminhamentos de profissionais que não atendem o seu público — assim como também encaminhar pacientes.

Mantenha contato com professores e colegas

Uma das principais fontes de contatos profissionais para um psicólogo é a graduação — e isso não é por acaso. Durante o curso, você conhece pessoas de diversas áreas de atuação e tem tempo para construir amizades e boas parcerias.

Os professores são ótimas opções de networking. Quando recebem demandas do mercado de trabalho, eles logo pensam nos estudantes que se destacam em suas aulas. Além disso, continuar próximo dos docentes depois da graduação proporciona que você tire dúvidas e peça indicação de estudos sempre que precisar.

Já os colegas que frequentaram as aulas com você, geralmente tornam-se pessoas de referência no seu início da vida profissional, pois todos estarão passando pela mesma fase juntos e podem se apoiar.

Um dos maiores benefícios de manter as amizades da faculdade é ter contato profissional com colegas que atuem em mercados diferentes do seu. Além da clínica, você certamente vai ter colegas de graduação atuando em empresas, escolas, hospitais e outros espaços de atuação da Psicologia. Compartilhar esses conhecimentos diferentes contribui muito para sua carreira.

Participe de eventos

Quer ampliar seu networking para além das pessoas que já conhece? Então, nada melhor do que participar de palestras, congressos e outros eventos nas áreas de Psicologia e da saúde. Nesses momentos, você terá contato privilegiado com o conhecimento de profissionais de peso e poderá apresentar suas pesquisas ou experiências práticas, além de encontrar colegas.

Diversos grupos de estudos organizam eventos constantemente. Assim, a cada ano, há uma variedade deles para sua escolha. Além de participar como ouvinte, é possível fazer parte das associações profissionais e auxiliar na organização dos projetos, aprofundando ainda mais as possibilidades de networking.

Outra oportunidade muito interessante nessa área é a de viajar para participar de congressos e simpósios. Assim, você não se limita à programação da sua região e passa a conhecer profissionais de outros Estados ou até países.

Utilize as redes sociais

Atualmente, a internet está sendo um dos principais espaços de marketing para profissionais da saúde. Por isso, vale muito a pena utilizá-la para aumentar e fortalecer o seu networking. Isso pode ser feito criando um perfil profissional para compartilhar conteúdos e seguir colegas.

Entre as redes sociais, existe uma focada especialmente no aspecto profissional: o LinkedIn. A estrutura é a ideal para construir sua imagem profissional, compartilhar publicações relevantes e manter contato com outras pessoas que atuam na área da saúde.

Todas essas dicas podem impulsionar muito a sua carreira por meio de uma boa rede de contato profissional. Lembre-se de que investir na educação continuada também é essencial para esse objetivo. Nesse sentido, uma pós-graduação agrega muito ao seu networking!

E então, este post ajudou você a desenvolver a abrangência da sua atuação na Psicologia? Que tal compartilhar o texto nas suas redes sociais e discutir esse assunto com seus amigos?

Powered by Rock Convert

Sem Comentários

Cancelar