Janeiro Branco e saúde mental: o que é e qual a importância dessa campanha?

4 minutos para ler

Já estamos bastante habituados a ouvir falar em Setembro Amarelo, em Outubro Rosa e em Novembro Azul, por exemplo. Mas você conhece a relação entre Janeiro Branco e saúde mental?

Muito similar às demais, a campanha acontece desde 2014 e teve o primeiro mês do ano escolhido porque, comumente, as pessoas estão mais abertas a reflexões acerca de si mesmas e das relações que mantêm com o entorno nesse período. Já o branco é a cor utilizada no intuito de fazer referência a uma página em branco, simbolizando a possibilidade de um recomeço. No entanto, afinal, por que a promoção de campanhas como essas é tão fundamental?

O que significa ter uma saúde mental preservada e quais são os principais passos aos quais é possível aderir para cuidar dela da melhor maneira? Continue a leitura e entenda mais!

A importância de cuidar da saúde mental e a relevância de campanhas como o Janeiro Branco

Como profissional da Psicologia, você certamente compreende o quão essencial é preservar uma boa saúde mental, o que diretamente significa para os pacientes ter mais qualidade de vida, notar a diminuição dos níveis de estresse, reduzir a probabilidade do desenvolvimento de doenças — como depressão e ansiedade — etc. Em suma, trata-se da manutenção do bem-estar do indivíduo.

A grande questão é que ainda existe, por parte de algumas pessoas, uma expressiva resistência em se tratando de procurar o auxílio de um profissional, mesmo quando os sintomas dos mais variados transtornos passam a limitar o dia a dia. Nesse contexto, é justamente aí que reside a relevância de campanhas como o Janeiro Branco, que objetiva chamar atenção para questões-chave e para as necessidades relativas à saúde emocional e mental.

São movimentos como esse que promovem a conscientização, quebram tabus perpetuados por anos na sociedade, modificam paradigmas, orientam a população e, inclusive, servem como fontes de inspiração para autoridades quanto às demandas que tanto precisam receber um olhar mais atento relacionadas a vida de todos. A verdade é que, colocando a temática em evidência, é gerada uma abordagem mais direta no que diz respeito à necessidade de atuar na prevenção de danos emocionais.

Os objetivos principais relacionados ao Janeiro Branco e à saúde mental

O Janeiro Branco tem, entre os seus propósitos, alertar para a essencialidade de iniciar um novo ano começando também um ciclo novo de modo mais tranquilo e saudável. Cuidar das próprias emoções deve ser o principal — e, na verdade, o primeiro — objetivo para o tempo que recomeça, até porque todas as demais metas dependem inevitavelmente da estabilidade psicológica. Ou seja, ter verdadeiramente um controle emocional é a chave para, de fato, alcançar a plenitude e uma vida de realizações.

Nesse contexto, podemos destacar como os principais objetivos da campanha:

  • explorar a já mencionada simbologia do mês de janeiro — relativa à oportunidade de um novo começo;
  • romper os paradigmas, consequentemente, reduzindo os desajustes que a falta de um tratamento apropriado gera;
  • fomentar uma cultura que seja voltada à preservação da saúde mental.

Por fim, é indispensável ressaltar que, embora haja boas práticas que funcionem como aliadas para prevenir o surgimento de transtornos psíquicos, como a prática de atividades físicas, a manutenção de uma dieta balanceada, o desfrute de boas noites de sono etc., o apoio psicológico é fundamental. Além disso, é necessário enfatizar que a procura por ajuda não deve ocorrer apenas quando já existirem sintomas incômodos e frequentes, mas principalmente para buscar autoconhecimento.

Afinal, esse elemento é fundamental para que lidemos com os nossos próprios conflitos, tanto os internos quanto os externos. A terapia é sempre bem-vinda como um excelente meio de compreender os próprios comportamentos e sentimentos, indicando o caminho rumo a uma vida mais equilibrada e muito mais leve.

E você, como profissional da Psicologia, tem por hábito promover o Janeiro Branco e a saúde mental? Conhece a fundo o papel da psicoterapia para o seu resgate? Então, aproveite a visita ao blog e leia o nosso texto sobre o tema!

Ficou com dúvidas, entre em contato conosco.

Posts relacionados

Deixe um comentário