5 maneiras para manter a produtividade no home office!

Com a expansão contínua de casos da Covid-19 no Brasil e a necessidade de isolamento social para reduzir os efeitos dessa pandemia, o trabalho remoto se tornou a forma que muitas pessoas encontraram para dar continuidade à rotina, cumprindo com aqueles compromissos que não exigem a presença ou interação física. Contudo, manter a produtividade no home office nem sempre é algo fácil para todos.

Isso é ainda mais evidente quando você também deve manter o bom desempenho nos estudos em um período que requer o máximo de autocontrole e inteligência emocional. Pensando nisso, resolvemos ajudar com algumas dicas práticas de como se adaptar ao home office, preparar o seu lar para essa nova realidade e manter uma boa performance no trabalho durante a quarentena de modo a alcançar crescimento na carreira. Acompanhe!

1. Tenha um ambiente de trabalho organizado

Se você fará home office é importante ter um espaço do seu lar voltado apenas a essa atividade. Pode parecer exagero a princípio, mas há um bom motivo para isso! É que ao trabalhar em ambientes inapropriados que têm incontáveis distrações (como a cozinha, o quintal, a varanda etc.), você fica mais suscetível a perder o foco, a se desmotivar e, por fim, a procrastinar todos os seus afazeres. Tudo isso reflete na qualidade do seu serviço e faz o seu desempenho profissional despencar.

Logo, o ideal é ter um canto que seja parecido com o que é (ou era) o seu local de atuação: tranquilo e sem interrupções do mundo exterior, com uma mesa de trabalho — que tem apenas os itens necessários para a realização de tarefas e o mínimo de decoração — e sem aparatos eletrônicos que possam estimular sua desconcentração. O seu quarto ou um cômodo vazio da casa, por exemplo, podem cumprir esse papel.

2. Estabeleça horários para se organizar

A segunda dica é estabelecer horários que o ajudem a se organizar quanto aos seus afazeres diários e à gestão de tempo. Por exemplo, você vai decidir que trabalhará de segunda a sexta, das 09 às 18 horas, com uma hora de intervalo para almoço e vai seguir à risca esse cronograma para ter o fim de semana sem compromissos e livre para atividades pessoais.

Isso é importante para que não ocorram dois problemas sérios. O primeiro é você começar a trabalhar em turnos alternados. Em um dia atua pela manhã e à tarde, enquanto no outro faz o seu serviço de tarde e à noite. Já no terceiro dia, por sua vez, o trabalho é feito de madrugada e pela manhã. Essa falta de rotina vai lhe deixar exausto em pouco tempo, pois você para de ser produtivo e passa a estar cansado física e mentalmente.

O segundo problema é que sem ter horários bem definidos para começar e terminar o trabalho, é impossível se comprometer e se dedicar a outras atividades, como descansar, passar um tempo com a família ou estudar para a pós-graduação.

3. Planeje as metas de tarefas diárias

Após bater o martelo sobre os horários da sua jornada de trabalho, você deve planejar as metas diárias de tarefas. Ou seja, listar quais atividades você fará ao longo da segunda-feira ou da terça-feira, por exemplo, de acordo com a seguinte ordem: prioridade de entrega, refação e, por fim, projeto recém-iniciado.

Isso ajuda a evitar acúmulo de funções e cobranças de clientes ou colegas de trabalho que só tendem a afetar o seu emocional e contribuir para uma performance profissional aquém do desejado.

4. Evite as distrações eletrônicas

A quarta maneira de manter a produtividade no home office é bem simples: evite as distrações eletrônicas que passam despercebidas, mas têm um grande potencial de prejudicar sua concentração e lhe obrigar a fazer pausas forçadas no trabalho.

Mas ainda haverá distrações mesmo seguindo a primeira sugestão e escolhendo um ambiente adequado para o trabalho remoto? Você deve estar se perguntando. Pois bem, a resposta é que, infelizmente, sim. Um exemplo disso é o seu celular que, além de poder receber chamadas e mensagens a qualquer momento, está sujeito a vibrar e emitir toques quando houver notificações do e-mail, das redes sociais e demais aplicativos instalados nele.

O mesmo vale para o telefone fixo, que também pode receber ligações e recados na secretária eletrônica. Por isso, o ideal é desligar, colocar no mudo ou deixar em modo avião todos esses aparelhos durante o seu horário de trabalho.

5. Adote técnicas de concentração

Além das dicas mencionadas, use técnicas de concentração que ajudam a manter o foco para não desperdiçar tempo à toa e cumprir o seu planejamento de tarefas.

Um exemplo clássico é a técnica Pomodoro, com a qual você divide a sua jornada de trabalho de oito horas em um circuito com ciclos de intensa produtividade e intervalos de descanso mental. Funciona assim: você divide 60 minutos de trabalho (a primeira hora é a etapa um, a segunda hora é a etapa dois e assim sucessivamente) em quatro ciclos de 20 minutos com três intervalos entre eles de cinco minutos.

Ao concluir o último ciclo, a pessoa tem direito a um intervalo com o dobro de duração (10 minutos) antes de começar uma nova etapa. Lembrando que durante os ciclos a única coisa a se fazer é realizar o seu trabalho sem desviar a atenção para absolutamente nada. Já nas pausas, por outro lado, você pode fazer tudo, menos pensar nas suas tarefas.

Como mostrado, é possível manter a produtividade no home office com algumas pequenas mudanças no lar e a adoção de alguns métodos de organização, planejamento e treinamentos comportamentais. O bom é que as dicas apresentadas também podem ser aplicadas a quem estuda a distância. Inclusive, se você vai trabalhar e dar continuidade à sua formação durante a quarentena, mantenha a divisão dos seus horários no dia a dia para conciliar as duas atividades e não deixar nenhuma delas de lado.

Então, gostou das nossas dicas sobre produtividade? Aproveite sua visita aqui no blog para ler sobre como a terapia cognitivo-comportamental funciona dentro de empresas!

Sem Comentários

Cancelar