A faculdade é um período desafiador. Dar conta da quantidade de trabalhos, conseguir estudar com qualidade e montar um bom currículo durante os anos de graduação não são tarefas fáceis. Ainda assim, desafios maiores aguardam o recém-formado — é normal se sentir inseguro e ansioso durante essa fase. Essa é uma realidade, principalmente, para quem optou por atuar na clínica.

Mas, então, como ser um bom psicólogo e conquistar mais pacientes logo no início da carreira? Afinal, sem um emprego com renda fixa, o profissional precisa ter paciência e descobrir estratégias para obter mais clientes. Para ajudar você, preparamos este post especial com dicas para quem quer impulsionar sua carreira. Aproveite!

Trabalhe em um espaço compartilhado

Não é incomum que psicólogos recém-formados se aventurem alugando uma clínica sozinhos ou com poucos colegas. Essa ação, entretanto, pode não ser a mais viável para o início do seu trabalho. Hoje em dia, diversas clínicas oferecem a opção de aluguel de turnos, diminuindo o seu investimento inicial.

Atuar em espaços compartilhados é o ideal, pois você conta com uma estrutura já montada e consegue oferecer mais conforto, como uma recepção aconchegante e salas equipadas. Além disso, o número de pacientes pode ser maior, porque as pessoas procuram as clínicas já conhecidas.

Outra vantagem dessa opção é que você estará mais bem preparado para a baixa demanda. Seria ótimo já começar a carreira com a agenda cheia de atendimentos, mas essa não é a realidade para a maioria dos psicólogos. Assim, enquanto você constrói seu nome e se consolida na área, é muito útil concentrar os pacientes em poucos turnos.

Atenda online

Uma ótima alternativa que o avanço tecnológico proporciona são os atendimentos via internet. Essa modalidade é acompanhada de perto pelo Conselho Federal de Psicologia e precisa seguir uma série de normas. Mas, obedecendo às regras, você pode oferecer um serviço importante para pessoas impossibilitadas de fazer uma terapia presencial.

É o caso, por exemplo, de pacientes que não moram no Brasil, aqueles que estão fazendo uma viagem longa ou mesmo os que, por motivos de saúde, estão impossibilitados de sair de casa. Dessa forma, atender online é uma boa maneira para obter mais pacientes para sua clínica.

Invista em marketing digital

Outro benefício que a modernidade traz é a possibilidade de divulgar seus serviços online. O marketing digital é, hoje, uma das principais formas de propaganda. Afinal, as pessoas passaram a usar mais a internet do que instrumentos como rádio e televisão. É muito comum que os pacientes pesquisem sobre os profissionais de saúde antes de marcar uma consulta.

Infelizmente, muitos psicólogos ainda não aproveitam essa vantagem. Como a graduação em Psicologia não prepara com conhecimentos sobre empreendedorismo, os profissionais costumam ter dificuldade para gerir a clínica e fazer um marketing efetivo. Mas é preciso reconhecer que a sua habilidade teórica só terá efeito se as pessoas entrarem em contato com ela.

Para isso, uma prática que vem crescendo entre quem trabalha com saúde é a criação de perfis profissionais. Por meio deles, o psicólogo publica conteúdos de qualidade e interage com as pessoas, estimulando que busquem a terapia. Usando essa estratégia, você pode criar vínculo com seus possíveis pacientes antes mesmo da primeira consulta.

Tenha um bom networking

Você sabia que uma grande estratégia de marketing é a realização de parcerias profissionais? No passado, o networking foi visto com preconceito, como se a troca de indicações fosse algo negativo. Felizmente esse cenário está mudando e os psicólogos têm valorizado cada vez mais a importância dos bons relacionamentos.

Pense bem: se fosse preciso encaminhar um paciente para um colega, quem você indicaria? Sem dúvida você vai se lembrar apenas daqueles que têm competência e responsabilidade — é assim que se constroem carreiras promissoras. Por isso ter uma boa rede de contatos faz toda a diferença no trabalho do psicólogo clínico.

Para impulsionar seu networking, procure os professores e colegas de faculdade com quem você mais se identificou. Divulgue seu serviço para eles e conheça também o trabalho de cada um. Além de render indicações, vocês podem pensar em novos negócios para realizar em parceria.

Finalmente, não fique limitado apenas às pessoas que você já conhece. É muito importante interagir com outros profissionais — inclusive fora da área de Psicologia. Isso pode acontecer quando você faz um curso ou participa de eventos nos seus campos de interesse. Lembre-se de que trocar experiências e compartilhar informações nesses momentos é muito enriquecedor.

Busque uma especialização

Os benefícios da pós-graduação para o recém-formado são inegáveis. Além de poder aprofundar seus conhecimentos no campo em que atua, a especialização agrega novos contatos, possibilita uma relação mais real entre teoria e prática e garante mais segurança para os seus atendimentos.

Sabemos que os anos da graduação não são suficientes para abordar todo o conhecimento da Psicologia, concorda? Essa é uma área que está constantemente em crescimento, afinal, desde que você se formou, novas técnicas e estratégias clínicas estão sendo desenvolvidas e discutidas. Nesse sentido, a especialização é uma maneira de se manter atualizado.

O paciente também se beneficia quando o profissional busca aperfeiçoamento, pois fica mais fácil confiar em alguém especialista no assunto e as pessoas valorizam bastante quem tem uma pós-graduação no currículo. Assim, investir nesse tipo de curso também aumenta o retorno financeiro do seu trabalho.

Outra vantagem da especialização é permitir que você foque em um nicho específico. Atender todos os públicos pode parecer um plano interessante no início, mas se especializar atrai melhores oportunidades. É mais fácil se tornar referência na área, por exemplo, quando você atende apenas crianças e tem conhecimento profundo sobre isso.

Vale lembrar que é fundamental escolher uma instituição de ensino de qualidade. Para isso, você precisa considerar o conceito Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) que ela apresenta. É justamente a nota que a faculdade recebe que determina sua qualidade.

Isso porque ela avalia desde os aspectos de infraestrutura, até a grade curricular do curso, o corpo docente, as estratégias da coordenação e a sua capacidade em formar profissionais preparados para lidar com os desafios da profissão.

Além disso, você sempre pode conversar com algum aluno que cursa a pós-graduação desejada, bem como conferir com os seus professores se a sua instituição em potencial é renomada e traz bons resultados para a sua carreira.

Para concluir essa dica e deixar o nosso conteúdo mais completo, nós separamos para você as especializações que estão em alta na Psicologia. Assim, você pode escolher a sua favorita e investir naquela que trará não só um retorno financeiro, como também uma excelente satisfação pessoal. Confira!

Psicologia clínica

Com certeza a Psicologia clínica é a área mais conhecida dessa profissão. Afinal, quando pensamos nos psicólogos, a primeira imagem que vem à mente é um consultório fechado, aconchegante e confortável com alguém preparado para escutar as suas demandas, não é mesmo?

Bom, acontece que a essa área vai muito além disso: ela pode estar em outros campos que não só o consultório privado. É por isso que investir nessa especialização se torna uma excelente ferramenta para conquistar mais oportunidades no mercado, tendo em vista que você conseguirá atuar em diferentes frentes.

Neuropsicologia

A associação dos estudos biológicos com a Psicologia está sendo transformada na ciência. Hoje diversos profissionais conseguem alinhar os estudos fisiológicos ao campo da psique sem perder de vista a singularidade preconizada pela ciência psicológica.

Nesse sentido, uma das áreas que vem ganhando destaque é a neuropsicologia. A partir dela, você consegue compreender o funcionamento cerebral e utilizar esse conhecimento para identificar as disfunções cognitivas dos seus pacientes, sobretudo por meio de instrumentos de avaliação.

Assim, além de diagnosticar determinado quadro clínico, você também consegue desenvolver um plano de reabilitação, aumentando a qualidade de vida dos seus clientes, independentemente da sua faixa etária.

Psicanálise

Da mesma maneira que a Psicologia clínica é uma das áreas mais conhecidas, a psicanálise também tem a sua fama. Freud desenvolveu essa ciência para explicar como ocorre o funcionamento da estrutura psíquica dos sujeitos, evidenciando a existência do inconsciente.

A partir dessa transformação na forma de compreender a mente dos humanos, a Psicologia ganhou outra perspectiva. É por isso que a especialização em psicanálise é tão realizada pelos profissionais, tendo em vista que ela permite aprofundar seu aprendizado no funcionamento da psique.

Vale lembrar que hoje existem diversas escolas de psicanálise e, portanto, há muitos caminhos que você pode seguir para estudar essa prática clínica. Em outras palavras, você pode optar por investir em uma linha de trabalho mais clássica ou contemporânea, dependendo dos seus gostos e afinidades profissionais.

Psicoterapia cognitivo-comportamental da infância e adolescência

Não é nenhum mistério que a infância e adolescência são períodos importantes da nossa existência. Hoje, muitos psicólogos se dedicam a estudar esse campo a fim de aumentar a qualidade de vida da população. Quando esse conhecimento é alinhado à psicoterapia cognitivo-comportamental, temos uma ciência muito eficiente.

Essa pós-graduação, então, ensina o atendimento clínico dessa faixa etária a partir dos pressupostos da terapia cognitivo-comportamental, auxiliando crianças e adolescentes na conquista de um desenvolvimento saudável e na melhora da sua saúde mental.

Ofereça preços atrativos

Por fim, o psicólogo não pode deixar de pensar no valor do seu serviço. Muitas pessoas ainda têm preconceito em relação à terapia e não colocam essa necessidade como prioritária. Da mesma forma, muitos enfrentam limites financeiros para investir no tratamento psicológico. Esses não são motivos para que o profissional desista da clínica ou a considere uma área pouco atrativa.

Ao contrário: você pode fortalecer o campo motivando as pessoas a cuidar de sua saúde mental. Cobrar preços mais acessíveis ajuda a atrair os pacientes e a mudar a imagem que as pessoas têm sobre a terapia. Com o tempo, seus atendimentos passam a ser mais valorizados e o retorno financeiro também aumenta.

Saber como ser um bom psicólogo para obter mais pacientes ficou mais fácil depois das dicas deste post, não é mesmo? Aproveite essas informações para aperfeiçoar o seu trabalho. Afinal, a ampliação da Psicologia clínica não é algo positivo apenas para os profissionais, mas principalmente para a população, que aprimora sua saúde emocional.

E então, nosso post foi útil? Se você ficou com alguma dúvida, entre em contato conosco! Ficaremos felizes em ajudar.

Powered by Rock Convert

Sem Comentários

Cancelar