Como a Psicoterapia pode ajudar na saúde mental?

A Psicoterapia — comumente vista pelos pacientes como uma “terapia de conversa” — tem origem grega. Therapeia pode ser entendida como “o ato de reestabelecer algo perdido” ou até como “o ato de curar”, enquanto Psykhé, traduzida, significa “mente”.

A partir disso, podemos, então, conceituá-la, de forma simples, como um tratamento que tem como propósito curar as doenças da mente, pode-se assim dizer. Isso abarca, por exemplo, os transtornos psicológicos, com o intuito de reestabelecer a saúde mental.

Com um trabalho desenvolvido por meio de diálogos acerca de questões emocionais, a partir do emprego de distintas abordagens, os profissionais que atuam na área vêm observando uma procura crescente por esse atendimento. A maior razão por trás disso, certamente, é o momento de pandemia que estamos atravessando, em que o isolamento social é a medida de contenção da disseminação do novo coronavírus.

Essa nova realidade — ou “novo normal”, como muitos têm chamado — trouxe, entre muitas dificuldades e necessidades de adaptação, uma brusca interrupção do convívio social e uma espécie de cerceamento da liberdade das pessoas (embora não juridicamente falando).

Pensando nisso, neste conteúdo, falaremos um pouco mais sobre a Psicoterapia, indicando a formação profissional necessária para o atendimento, para que público ela é indicada, entre outras informações relevantes. Boa leitura!

Qual é a formação profissional necessária para exercer a Psicoterapia?

Definida como uma área da terapia que é dedicada ao estudo e também ao tratamento de problemas psicológicos (como depressão, ansiedade, bipolaridade, entre outros), a Psicoterapia é comumente exercida por psicólogos clínicos, psicanalistas e psiquiatras.

Esses profissionais ajudam o paciente na compreensão dos problemas enfrentados, não por meio de fórmulas prontas ou “mágicas”, mas auxiliando-o a refletir sobre as melhores alternativas para a solução do seu entrave.

Os psicólogos estão aptos a fazer uso de diferentes metodologias clínicas e também habilitados para o estabelecimento da melhor linha de tratamento. Como cada abordagem emprega procedimentos distintos e técnicas diferenciadas, é comum que os profissionais do campo optem pela especialização na teoria com a qual mais se identificam. Para tanto, os cursos de pós-graduação são os melhores investimentos para ampliar os conhecimentos em uma área mais específica.

Para quem a Psicoterapia é indicada?

A Psicologia, de forma geral, não se limita apenas ao tratamento de conflitos emocionais e de questões comportamentais, gerando resultados altamente positivos na saúde e no bem-estar dos pacientes. Desse modo, não é incomum que as pessoas procurem nesse tipo de atendimento um meio de olhar mais aprofundado para si mesmas, buscando se desenvolver e crescer, ampliando a sua forma de enxergar o mundo ao redor e as pessoas.

Assim sendo, a Psicoterapia é indicada para todos que queiram conhecer e lidar melhor com as próprias emoções, a fim de ter uma conduta mais afirmativa e positiva diante da vida. Além disso, o seu suporte como profissional pode ser de grande ajuda para o tratamento de diversos cenários, como instabilidade de humor, sentimento de vazio e/ou inadequação ao meio, insegurança, pânico, dificuldades de manter relacionamentos, entre inúmeros outros.

Quais são os maiores benefícios desfrutados pelo paciente ao buscar esse atendimento?

Como dito na introdução, principalmente no atual momento que vivenciamos, muitas questões conflitantes vêm à tona e as circunstâncias — por si só, já delicadas — podem acabar por ter um peso ainda maior para algumas pessoas. A fim de combatê-lo, a Psicoterapia pode ser a melhor alternativa, promovendo incontáveis benefícios para aqueles que buscam o atendimento. Veja alguns a seguir!

Promoção do autoconhecimento

É natural que os indivíduos, em geral, questionem-se sobre si mesmos e sobre os milhares de pensamentos que os rodeiam ao longo do dia. Entretanto, usualmente, eles não vão atrás das respostas.

Aqueles que optam pelo atendimento de um psicoterapeuta, por outro lado, lidam melhor com esse diálogo interno, trazendo mais clareza às suas reflexões. Além disso, por meio do autoconhecimento, os pacientes tornam mais leves as respectivas relações que estabelecem, tanto no campo pessoal quanto no profissional.

Superação de conflitos internos

O ser humano enfrenta diariamente cenários conflitivos — isso é um fato. Além disso, muitas vezes, essas situações são capazes de gerar altos níveis de estresse e destruir o foco.

A Psicoterapia, porém, “entra” justamente desempenhando o papel de fazer enxergar alternativas para lidar com essa carga. Os pacientes, inclusive, também têm a chance de não apenas descobrir a origem de traumas mais profundos e de complicações emocionais diversas, mas também de lidar com eles, alcançando a capacidade de superá-los.

Melhora do autocontrole

A correria da rotina, o estresse cotidiano, a pressão do trabalho e as horas do dia que parecem poucas diante de tantas tarefas fazem com que os indivíduos “explodam” de raiva, de tristeza ou de angústia, sem conseguir dominar os próprios impulsos. Mais um benefício da Psicoterapia é o maior autocontrole que os pacientes passam a ter, descobrindo como regular o que sentem e o que fazer com tudo que, às vezes, vem à tona.

Maior contato com as emoções

Todos nós passamos por diversas alterações de sentimentos e sensações, até mesmo, ao longo de um único dia. Muitas vezes, porém, tudo que se relaciona com as nossas emoções é deixado de lado, já que há tantas outras questões aparentemente mais importantes com as quais lidar, certo?

Errado! Ao buscar o atendimento de um profissional da Psicoterapia, o paciente passa a enxergar que esse mau hábito o distancia do autoconhecimento e dificulta a compreensão do que realmente é melhor para ele — o que nem sempre é óbvio. Ou seja, com o suporte terapêutico, o indivíduo dedica uma parte do seu tempo para pensar nas suas próprias emoções e para cuidar de si e de sua saúde mental.

Como você pôde ver, exercer a Psicoterapia oportuniza que você, como profissional, auxilie os pacientes a lidarem com diversas questões, tanto aquelas trazidas ao longo do tempo quanto as recentemente descobertas, principalmente neste período tão delicado que experienciamos com a pandemia. Inclusive, em razão da recomendação de isolamento social para a contenção da doença, uma aposta é investir no atendimento on-line como alternativa.

Este conteúdo foi útil? Gostaria de ampliar os seus conhecimentos nas abordagens da Psicoterapia? Então, entre em contato conosco e conheça os nossos cursos de pós-graduação/especialização.

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.