significado de cognitivo

Afinal, qual o significado de cognitivo e o que ele abrange?

O processo cognitivo é um dos fatores que diferenciam o ser humano de outros animais. Responsável pela linguagem, pensamento, memória, raciocínio, entre outras esferas, ele também afeta diretamente a percepção das emoções e, portanto, o comportamento humano.

Com o desenvolvimento dos estudos na área da psicologia, a terapia cognitivo-comportamental surgiu com o objetivo de tratar os transtornos psicológicos, trabalhando as distorções cognitivas. Esse tipo de psicoterapia é um dos mais estudados e tem a eficácia comprovada em diversos casos.

Você quer entender mais sobre o assunto? Neste artigo, vamos discutir sobre o que exatamente significa o termo cognitivo, como a terapia cognitivo-comportamental pode ser uma solução para as dores — cada vez maiores — do século XXI e a importância de se especializar em uma instituição qualificada. 

O significado do termo cognitivo 

Cognição é uma palavra associada ao processo de aprendizado e elaboração do conhecimento. É a partir do processo cognitivo que o ser humano consegue desenvolver suas capacidades intelectuais e emocionais, isto é, linguagem, pensamento, memória, raciocínio, capacidade de compreensão, percepção etc.

Portanto, o desenvolvimento cognitivo de cada pessoa afeta diretamente a forma como ela se comporta, aprende, recebe e elabora as informações ao seu redor. Trazendo o termo ainda mais para o contexto psicológico, a cognição é responsável pela regulação emocional, controle de impulsos e tomada de decisão — fundamentais para a saúde mental, qualidade de vida e relações interpessoais. 

Como a terapia cognitivo-comportamental se relaciona com a cognição 

Como explicitado no tópico anterior, as funções cognitivas estão diretamente relacionadas aos significados que atribuímos a todos os eventos que acontecem em nossa vida. Inevitavelmente, o estado emocional também será um resultado dessas interpretações.

De acordo com o doutor Maurício Piccoloto, diretor do Cognitivo, “quando os significados que atribuímos aos eventos são excessivamente distorcidos ou tendenciosos, as reações emocionais podem ser disfuncionais e destrutivas, por isso o foco da terapia cognitiva é justamente a forma como construímos esses significados e a abordagem de distorções, o que chamamos de reestruturação cognitiva”.

A terapia cognitivo-comportamental é uma abordagem extremamente difundida nos dias atuais. Os resultados positivos no tratamento de vários transtornos mentais e também no apoio a dificuldades pessoais são cientificamente comprovados e cada vez mais procurados. Além disso, essa abordagem pode ainda ser utilizada na redução do sofrimento e de riscos em situação de crise, associada, frequentemente, ao tratamento medicamentoso.

Pensando na perspectiva do profissional, a TCC proporciona recursos terapêuticos extremamente úteis e, muitas vezes, imprescindíveis em situações que surgem no cotidiano de atuação do psicólogo ou psiquiatra, tanto no consultório quanto em outras áreas. “O conhecimento comprovado da terapia cognitivo-comportamental é, nos dias atuais, um diferencial técnico e curricular extremamente importante”, explicou Maurício. 

Cognitivo: uma história de sucesso 

Se você atua nesta área, sabe que o conhecimento teórico é fundamental para que o profissional tenha capacidade de avaliar o tratamento mais adequado para cada caso. No entanto, esse conhecimento torna-se realmente relevante quando aliado à prática. Assim, surgiu o Cognitivo. Inicialmente, a Instituição era uma clínica de psicoterapia cognitivo-comportamental que integrava o trabalho da psicologia e da psiquiatria.

A experiência adquirida com a prática clínica e com a abordagem multidisciplinar dos transtornos mentais, unida aos resultados efetivos apresentados pela terapia cognitivo-comportamental, fez com que a Instituição optasse por compartilhar com outros profissionais o conhecimento teórico e prático assimilado.

Surgiram, assim, cursos de Formação em Terapia Cognitivo-Comportamental ministrados com elevado padrão de qualidade e didática acessível — o que foi extremamente importante na época, já que os conceitos do cognitivismo ainda eram pouco conhecidos. 

Pioneirismo em ensino 

A decisão de formar uma escola especializada na área só deu certo porque os profissionais que participaram do processo também estavam inseridos no movimento que implementaria o ensino e prática dessa abordagem no Brasil.

“A coordenação dos cursos do Cognitivo é formada por terapeutas seniores reconhecidos pela Federação Brasileira de Terapias Cognitivas. São pessoas que se envolveram com a organização de cursos pioneiros no tema, ainda na década de 90”, explicou Piccoloto. O histórico da experiência docente desses profissionais e da Instituição conta, atualmente, com mais de 7.000 alunos.

Outro ponto de destaque diz respeito aos coordenadores técnicos do Cognitivo, que também são responsáveis pela criação do primeiro curso de Especialização em Terapia do Esquema e de Especialização em Ciências Cognitivas no Brasil com certificação do MEC, tanto na modalidade EAD quanto presencial.

Cursos ofertados

Todos os cursos do Instituto são planejados para que o aprendizado seja fluente e agradável, abrangendo conteúdos que vão do básico e clássico até as últimas atualizações sobre o assunto.

A forma como a matéria é sequenciada e distribuída pelos módulos temáticos é um diferencial, que se expressa, inclusive, por mais de 96% de média excelente nas avaliações feitas pelos próprios alunos no ano letivo de 2018. Ofertados nas modalidades EAD e presencial, os principais cursos são:

  1. Terapia Cognitivo-Comportamental;
  2. Terapia do Esquema;
  3. Ciências Cognitivas.

Com o corpo docente composto 95% por doutores e mestres, quem escolhe estudar aqui tem acesso a professores experientes nas respectivas áreas de atuação. De acordo com o diretor da instituição, “o critério de escolha do professor ministrará a aula não é a distância que ele terá que percorrer e sim a qualidade do seu trabalho, por isso procuramos profissionais de vários estados do Brasil”.

O maior investimento do Cognitivo é esse, justamente com o objetivo de que o aluno tenha contato com professores que passam por um rigoroso controle de qualidade, que são referência no tema que lecionam e que pensam em uma metodologia voltada para a prática profissional. Achou interessante? Conheça outros diferenciais: 

  •  materiais de aula padronizados e disponibilizados aos alunos para o acompanhamento da aula presencial ou EAD; 
  • biblioteca virtual com materiais de alta qualidade e atualizados;
  • videoaulas complementares com conteúdos exclusivos, além da possibilidade de supervisão em todas as aulas dos cursos de psicoterapia presenciais;
  • aulas do curso de EAD gravadas em estúdio próprio com alto nível de qualidade; 
  • exercícios de revisão em todos os módulos; 
  • materiais complementares de leitura em todos os módulos e chats periódicos com professor do curso para o esclarecimento de dúvidas, além de videoaulas extras desenvolvidas para o aprendizado online.

A terapia cognitivo-comportamental tem ajudado muitas pessoas ao longo dos últimos anos e é uma abordagem que propõe a atuação terapêutica de maneira prática e incisiva, algo extremamente valioso se considerarmos a dinâmica acelerada da sociedade contemporânea.

Como foi ressaltado ao longo do post, a especialização na área é muito valorizada e a busca por profissionais que conseguem unir os conceitos teóricos à prática é crescente.

O Cognitivo é pioneiro no ensino da terapia cognitivo-comportamental e conta com um corpo docente ímpar em excelência.

Quer ser um profissional altamente qualificado? Entre já em contato com nossa equipe e saiba mais sobre nossos cursos.

Powered by Rock Convert

Sem Comentários

Cancelar