Terapia cognitivo-comportamental em escolas: como aplicar?

O trabalho de psicólogos vai muito além da área clínica. Existem diversos campos de atuação, como Psicologia organizacional, hospitalar, educacional, entre outras. Com isso, é possível aplicar os conhecimentos e técnicas da terapia cognitivo-comportamental em escolas e outros contextos profissionais.

Na educação, a TCC pode gerar diversos benefícios para alunos, professores e toda a comunidade escolar. Que tal saber mais sobre esse assunto? A psicóloga Luciane Piccoloto, professora e supervisora dos cursos do Cognitivo, conversou sobre esse tema conosco. Confira os detalhes a seguir!

O que um psicólogo escolar faz?

Dizer que é possível utilizar a terapia cognitivo-comportamental em escolas não significa replicar o trabalho do psicólogo clínico em instituições educativas. Na realidade, a atuação em Psicologia escolar envolve saberes próprios da área. Nesse sentido, a função do profissional é acompanhar os processos escolares, contribuindo para a qualidade da aprendizagem e das relações.

Ou seja, o psicólogo que atua nas escolas não realiza um trabalho semelhante à psicoterapia. Em geral, suas atividades são voltadas para o coletivo — como realização de palestras com alunos, participação em reuniões com as famílias, formação e orientação de professores etc.

Também é comum que os psicólogos escolares façam acompanhamentos individuais para algumas demandas específicas. Por exemplo, orientações de estudo para crianças e adolescentes que precisam desse suporte. Além disso, o profissional da Psicologia pode atuar na identificação e encaminhamento de estudantes que precisem de avaliação neuropsicológica ou psicoterapia (como em casos de TDAH).

Assim, o psicólogo tem um papel fundamental na promoção de saúde e qualidade de vida nas escolas. Ele intervém nos processos de ensino e aprendizagem, ajuda a mediar conflitos, auxilia no desenvolvimento emocional dos estudantes, acompanha os alunos e suas famílias e, ainda, pode acolher e encaminhar para a clínica as pessoas que demandem esse tipo de atendimento.

Para realizar esse trabalho tão complexo, Luciane Piccoloto reforça que o psicólogo precisa se organizar e definir seus objetivos. Observar bastante as atividades escolares e conhecer o cotidiano da instituição são alguns dos cuidados essenciais que proporcionam identificar problemáticas e pensar intervenções que ajudem a enfrentar as dificuldades.

Como aplicar a terapia cognitivo-comportamental nas escolas?

A TCC é uma das abordagens da Psicologia. Ela foi desenvolvida Aaron Beck e, entre suas principais características, podemos citar que se trata de uma teoria estruturada em metas e direcionada para resolução de problemas. O rigor científico é muito importante para os adeptos dessa abordagem, o que a torna bastante confiável e eficiente.

Uma ideia central da terapia cognitivo-comportamental é a da relação entre pensamentos, emoções e comportamentos. A compreensão da TCC é de que as crenças de uma pessoa influenciam bastante no que ela sente e em como ela se comporta e se relaciona com outros.

Essas características fazem da TCC uma abordagem muito rica para o trabalho na escola, pois sua diretividade contribui para a efetivação das intervenções do psicólogo. Além disso, a teoria permite compreender mais profundamente a vivência dos estudantes. Por exemplo, um aluno pode apresentar rendimento baixo nas provas por conta de distorções cognitivas ligadas à baixa autoestima e ao sentimento de incapacidade.

Uma das técnicas da TCC muito interessantes para esse trabalho é a de registro dos pensamentos disfuncionais. Ela serve para identificar e trabalhar as crenças e pode ser utilizada em diversos casos —  como orientação profissional ou aumento da motivação para os estudos.

Outra intervenção bastante útil nas escolas é a de treino de habilidades sociais, a partir da qual o psicólogo auxilia a pessoa a desenvolver melhor sua capacidade de relacionamento interpessoal. Dessa forma, ela se torna mais capaz de evitar e resolver conflitos. Trabalhos desse tipo são efetivos para diminuir a timidez e aumentar a confiança dos estudantes.

É importante ressaltar que a aplicação da terapia cognitivo-comportamental em escolas não se limita aos alunos. Também é função do psicólogo estar junto às famílias e, principalmente, aos professores para proporcionar mais qualidade na educação. Para a psicóloga Luciane Piccoloto,

Às vezes surgirão dificuldades ou problemas comuns na infância ou adolescência no ambiente escolar, logo, os professores precisam ser treinados para lidar com tais situações. Por exemplo, a criança pode ter alguma dificuldade no aprendizado e essa dificuldade pode ser trabalhada na escola pelo psicólogo, porque todos terão que lidar com as individualidades dela. Os professores precisam aprender como é o manejo, porque eles vão ter que ensinar às crianças. Eles não farão a terapia, mas estão lidando no dia a dia com isso. Então, é preciso ter essa preocupação.

Quais são os benefícios da terapia cognitivo-comportamental?

Agora você já sabe o que faz um psicólogo escolar e como a TCC pode ser aplicada na educação, mas quais seriam as vantagens de utilizar os conhecimentos e técnicas dessa teoria?  Uma das principais contribuições da abordagem para o trabalho da Psicologia educacional é a sua objetividade.

Afinal, ser guiado por metas e apresentar intervenções pontuais para os problemas são características importantes na rotina escolar — que costuma ser marcada por muita dinamicidade e rapidez. Logo, um psicólogo que utiliza a TCC consegue atuar de forma mais efetiva na percepção e resolução de problemáticas relevantes para a escola. Nas palavras de Luciane Piccoloto:

A escola vai poder proporcionar resolução de problemas e demandas que possam surgir, de maneira objetiva e direcionada para aquele momento, o que é uma característica do terapeuta cognitivo, já que a abordagem tem isso como princípio básico. Ela trabalha o presente, para o ato de resolver os problemas que estão surgindo normalmente e estão trazendo conflitos e sofrimentos no presente. São situações que precisam ser resolvidas a curto e médio prazo, e essa é uma característica da TCC. No ambiente escolar, ela tem sido uma metodologia eficaz e objetiva, que funciona a curto prazo, o que é uma grande vantagem.

O olhar do psicólogo escolar nas instituições de educação promove muitos outros benefícios. Entre eles, o desenvolvimento emocional: as crianças e adolescentes ampliam sua capacidade de identificar e controlar as emoções, o que contribui para a diminuição da ansiedade em alunos.

O acompanhamento psicológico também faz diferença na qualidade do ensino, ajudando a driblar as dificuldades e aumentar o rendimento nos estudos. Além disso, as relações entre alunos, professores, famílias e demais profissionais se tornam mais tranquilas e produtivas a partir da aplicação da terapia cognitivo-comportamental em escolas.

E então, você gostou deste post? Tem interesse em saber mais sobre a TCC? Entre em contato com o Cognitivo e conheça nossos cursos!

Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.