Terapia de casal: como incorporar a TCC no trabalho com cônjuges?

Dividir a vida com alguém nem sempre é simples. Em muitos momentos, o casal precisa de paciência e esforço extras para conciliar emoções, interesses e escolhas de cada um. Em períodos críticos, a terapia de casal é uma estratégia muito interessante para encontrar caminhos de solução de conflitos.

Entretanto, ainda existe muito preconceito em relação à mediação de um profissional na vida conjugal. Felizmente, cada vez mais pessoas estão deixando o receio de lado para aproveitar os benefícios da intervenção de um psicólogo. Então, que tal saber mais sobre como atender a essa demanda crescente na clínica? Confira nosso artigo!

Quando a terapia de casal é indicada?

Assim como nos casos individuais, a terapia de casal tem o objetivo de oferecer suporte às situações difíceis que as pessoas venham passando. Dessa forma, existem diversos momentos em que ela é indicada, mas é comum que os cônjuges procurem essa ajuda quando a situação já está bastante grave.

O atendimento a casais na clínica não tem apenas o objetivo de ajudar os dois a entender se pretendem continuar juntos ou não. Na verdade, a ideia é ter um espaço de escuta e intervenção qualificadas que possa estimular um diálogo mais eficiente. Com isso, o casal consegue se comunicar melhor e aprende novas estratégias para lidar com os conflitos que surgirem na sua rotina.

Logo, esse tipo de terapia é indicado para casais que precisam aprofundar o conhecimento de si, do outro e da relação. A mediação de um psicólogo é especialmente importante quando os dois não conseguem se entender e estabelecer um diálogo saudável. Além disso, sinais como perda da alegria na convivência, do respeito pelo outro e da intimidade sexual também são indicativos para terapia.

Buscar o atendimento psicológico costuma gerar resultados muito positivos para os casais. É possível compreender melhor o que o outro diz, redescobrir a admiração e o carinho, elaborar melhor situações do passado, fazer acordos mais saudáveis, evitar críticas e comportamentos destrutivos e, claro, passar a dialogar melhor.

O que é Terapia Cognitivo Comportamental (TCC)?

A Psicologia clínica pode funcionar a partir de diversas abordagens, e a TCC é uma delas. A base dessa teoria é a integração entre pensamentos, emoções e comportamentos. Assim, permite uma compreensão de como o que uma pessoa pensa influencia diretamente o que ela sente e como ela se comporta.

Aaron Beck foi o maior teórico dessa abordagem e chamou atenção para o funcionamento dos nossos pensamentos — principalmente em relação às distorções cognitivas que levam a sentimentos e comportamentos disfuncionais e estão por trás de várias dificuldades emocionais e até de transtornos psicológicos.

Segundo o entendimento da TCC, não são os fatos reais que provocam reações nas pessoas, mas sim a interpretação que elas fazem da realidade em seus pensamentos. Ou seja, a intervenção nos processos internos é essencial para uma vida mais positiva, pois afeta as emoções e os comportamentos do paciente.

Por meio de estudos nessa área, o desenvolvimento da TCC permite compreender de forma profunda essas questões e intervir para modificar os pensamentos. Dessa maneira, o psicólogo ajuda o paciente a identificar e transformar aspectos pouco saudáveis, passando a interpretar a vida de modo mais realista.

A TCC tem uma intervenção direta e efetiva. Por isso, essa terapia costuma dar resultados bastante positivos e mais rápidos do que outras abordagens clínicas. Essas vantagens têm feito com que o número de psicólogos e pacientes interessados na teoria cognitivo-comportamental cresça muito nos últimos anos.

Como a TCC pode ajudar na terapia de casal?

Todas as abordagens clínicas usadas no atendimento individual podem servir para atender casais ou grupos de pessoas. Assim, a TCC oferece importantes contribuições para a clínica conjugal. Isso fica claro quando consideramos que as distorções que atrapalham a vida de uma pessoa trazem dificuldades também para o seu casamento.

Pensando nisso, Aaron Beck oferece elementos para que sua teoria seja usada na intervenção com casais em busca de um relacionamento mais funcional. Isso é possível a partir da compreensão de pensamentos, crenças e expectativas que um cônjuge sempre tem em relação ao outro.

O objetivo da aplicação da TCC na terapia de casal é, depois de identificar esses padrões de pensamento e comportamento, ajudar os pacientes a reestruturar suas cognições e construir novas estratégias para lidar com os conflitos na relação.

Além de perceber o que pensam e sentem em relação ao outro, na clínica o casal também pode aprender competências essenciais para um cotidiano mais saudável. É o caso do treino de habilidades sociais, em que desenvolvem qualidades como empatia e comunicação mais efetiva.

Quais técnicas da TCC podem ser utilizadas com casais?

Uma das características mais marcantes da teoria cognitivo-comportamental são as técnicas. Elas permitem uma experimentação prática que eleva a tomada de consciência e ajuda o paciente a identificar e modificar aspectos disfuncionais da sua vida.

As técnicas envolvem tanto exercícios feitos durante a sessão de atendimento quanto pequenas tarefas que são passadas para serem feitas durante a semana. A escolha das práticas depende da análise que o psicólogo faz de cada paciente que ele atende na clínica.

Veja a seguir quais delas podem dar bons resultados na terapia de casal:

Psicoeducação

Inicialmente, pode ser necessário que o psicólogo explique de maneira didática aos pacientes como os seus pensamentos, emoções e comportamentos estão integrados e de que forma isso aparece na relação conjugal.

Essa explicação, chamada de psicoeducação, é interessante para aumentar o envolvimento dos pacientes na terapia e oferecer condições para que eles possam entender as intervenções. Além disso, ela é útil para que o casal aprenda a identificar e elaborar os elementos disfuncionais.

Registros de pensamentos automáticos

Muitas das dificuldades vivenciadas por um casal acontecem sem que as pessoas se deem conta do que está por trás. São os chamados pensamentos automáticos, ou seja, que ocorrem e interferem no nosso comportamento sem nossa consciência. Por isso, a técnica de registro é muito útil para identificar e conhecer esses padrões.

Nessa técnica, o paciente é orientado a anotar o que pensa em determinadas situações. Podem ser solicitados também os registros de emoções e comportamentos. Assim, a pessoa tem a oportunidade de parar para pensar sobre o que viveu e consegue entender de maneira mais profunda o que está envolvido nisso.

Técnica de resolução de problemas

Um dos maiores benefícios da TCC na terapia de casal é oferecer estratégias que os dois possam utilizar na sua rotina fora da clínica. Esse é o objetivo da técnica de resolução de problemas. Ela funciona como um passo a passo ensinado pelo psicólogo.

A primeira etapa é definir o problema, e a segunda é combinar possíveis soluções. Isso pode parecer simples, mas, na prática, é bem complexo. Muitos casais enfrentam graves conflitos por não conseguir nem ao mesmo identificar qual problema precisam combater. Na terapia, os dois aprendem a transformar uma queixa superficial em uma dificuldade clara e específica.

Assim, a situação fica mais visível e é possível discutir soluções em vez de ficar preso no conflito com brigas e críticas destrutivas. Em um primeiro momento, essa intervenção é feita pelo terapeuta, mas o objetivo é que o casal conquiste independência para resolver os conflitos sozinhos no futuro.

Viu como a terapia de casal pode ser muito útil para recuperar a saúde do relacionamento? Várias relações terminam porque as pessoas não conseguem transformar seus padrões disfuncionais. Com a intervenção de um psicólogo, isso pode mudar profundamente!

E então, ficou interessado pela utilização das técnicas da TCC na clínica? Aproveite para saber mais sobre as ciências cognitivas e por que você deve estudá-las!

Powered by Rock Convert

Sem Comentários

Cancelar