Quais são os 4 principais tipos de especialização em Psicologia? Entenda aqui

Fazer uma pós-graduação é quase imprescindível para todas as pessoas que querem se destacar no mercado de trabalho, independentemente da área de atuação. Uma especialização em Psicologia, por exemplo, vai permitir se aprofundar em muitos conteúdos abordados de forma superficial durante a graduação.

Indo além da oportunidade que o mercado de trabalho oferece para pessoas que apresentam uma ou mais especializações em seu currículo, uma pós-graduação ajuda a atualizar os conhecimentos e, consequentemente, desenvolver habilidades para oferecer um melhor atendimento para os pacientes.

Neste post, queremos abordar mais sobre a importância de apostar na formação continuada para ter mais sucesso na carreira e mostrar algumas opções de especialização em Psicologia que você pode seguir. Acompanhe e se inspire! 

Quais são os tipos de especialização em Psicologia?

A Psicologia é uma área muito ampla, que apresenta diversos tipos de pós-graduação. Por se tratar de uma profissão complexa e uma graduação com conteúdos bastante extensos, muitos assuntos não são abordados com a profundidade necessária e, por conta disso, fazer uma especialização no campo que você gostaria de saber ainda mais é uma boa ideia.

A seguir, confira 4 das principais áreas que você pode seguir fazendo uma especialização em Psicologia.

1. Terapia cognitivo-comportamental

A terapia cognitivo-comportamental (TCC) é a área da Psicologia que visa tratar os pacientes de acordo com a sua percepção da realidade e suas reações aos estímulos do dia a dia. Isto é, busca compreender como cada pessoa enxerga os acontecimentos da própria vida, e trabalha em torno disso a fim de investigar essas interpretações e proporcionar mais bem-estar aos indivíduos.

Essa é uma linha terapêutica utilizada para diversos transtornos mentais, desde ansiedade generalizada até dependência química. Por conta disso, a terapia cognitivo-comportamental é uma das áreas de maior ascensão na Psicologia.

Durante a especialização em TCC, o aluno vai ter contato com diversas disciplinas, como Neurociência e Técnicas Comportamentais e Cognitivas, além de aulas que explicam como funcionam transtornos alimentares, de ansiedade, de personalidade, de pânico, obsessivo-compulsivo, entre outros. 

2. Terapia cognitivo-comportamental da infância

A TCC aplicada na infância tem o mesmo objetivo, no entanto, ela foca em problemas que atingem mais as crianças e os adolescentes. Dentre eles, os mais comuns são TDAH, dislexia, problemas de aprendizagem, dificuldades provocadas pelo bullying, separação dos pais, traumas ou abusos (físico, psicológico, social etc.).

A terapia cognitivo-comportamental da infância é de grande utilidade para ajudar os jovens a lidarem com os problemas desde cedo, reduzindo os impactos negativos que poderiam durar pelo resto de suas vidas ou evoluírem para quadros mais graves.

3. Terapia do Esquema

Já a Terapia do Esquema trabalha na tentativa de compreensão dos esquemas mentais criados pelas pessoas, mesmo nas menores idades. É por meio disso que muitos indivíduos podem desenvolver transtornos de personalidade, comportamentos autodestrutivos e dificuldades para lidar com as emoções.

Essa é uma área recente ainda no Brasil. No entanto, na especialização de terapia do esquema, o aluno terá contato com ótimos conteúdos para aprender diversas técnicas de abordagem que usam esses conceitos e entender como usá-las no ambiente clínico.

4. Ciências Cognitivas

A cognição é o meio pelo qual todos nós começamos a aprender algo, seja um conteúdo novo, um hobby, um hábito ou uma letra de música. Entender como são feitos esses processos mentais ajuda a tratar diversas doenças da mente e prevenir graves complicações.

A especialização em Ciências Cognitivas oferece um conteúdo abrangente e de alta qualidade para a formação de profissionais que desejam compreender mais a fundo diversas psicopatologias.

Como escolher uma especialização adequada?

Depois de ver tantas alternativas de especialização, ficou com a dúvida de qual área seguir? Então veja o que você pode fazer para ter mais confiança na escolha.

Avalie as suas necessidades de carreira

Primeiramente, é importante saber o que você espera da sua carreira, assim como quais são os seus sonhos futuros e objetivos de vida. Com base nas suas expectativas é que você pode procurar um curso que consiga satisfazê-las adequadamente.

Pesquise sobre o mercado na área

Além disso, de nada adianta encontrar a área dos sonhos, mas não conseguir atuar nela por falta de oportunidades. Por isso, é importante pesquisar sobre as tendências de mercado de trabalho na Psicologia e ver com quais delas você se identifica.

Lembre das suas disciplinas favoritas na graduação

As disciplinas que mais despertaram a sua atenção durante a graduação provavelmente vão ser aquelas que você sentirá mais prazer de aprender e se aprofundar no tema. Por isso, vale a pena reservar um tempo para refletir quais eram as suas matérias favoritas na universidade.

Procure uma instituição de qualidade

Onde você vai estudar também faz toda a diferença na sua experiência de pós-graduação. Sendo assim, quando decidir o curso de especialização que você deseja entrar, pesquise as instituições de ensino que o oferecem e decida qual é a melhor para você.

Para saber disso, o principal parâmetro utilizado é a nota obtida pela certificação do MEC. Essa pontuação vai indicar a qualidade do ensino de uma instituição, sendo 1 para pouca e 5 para ótima — o ideal é optar por locais que tenham nota acima de 3.

Além disso, é importante observar a infraestrutura do lugar, a grade curricular, o corpo docente e muitas outras informações que serão relevantes para garantir que a sua vivência na pós-graduação seja positiva.

Por que estudar no Cognitivo?

O Cognitivo é uma instituição de ensino especializada em psicoterapia cognitivo-comportamental, que visa reunir diferentes modelos de aprendizagem e aplicá-los de uma maneira convincente e de fácil absorção.

Ou seja, conosco, você vai ter a oportunidade de aprender mais sobre uma área da Psicologia, de uma maneira simples e completa, com incentivo ao trabalho de equipe e desenvolvimento profissional.

Desse modo, é possível integrar o conhecimento prático com o teórico para ter um bom desempenho em sua atividade clínica e auxiliar diversos pacientes. Além do mais, valorizamos muito a comunicação e fazemos de tudo para dar o nosso melhor atendimento.

Uma especialização em Psicologia oferece diversas vantagens em sua carreira e ajuda você a se sentir mais confiante em relação à sua atividade profissional. Por isso, invista agora mesmo no crescimento de sua carreira ao ingressar em uma pós-graduação.

Gostou de saber mais sobre os principais tipos de especialização em Psicologia? Tem interesse em continuar os seus estudos? Se sim, entre em contato conosco agora mesmo e tire todas as suas dúvidas sobre essa área!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.