Quais são os transtornos mentais mais comuns durante os tempos de pandemia?

Somados às incertezas, à necessidade de isolamento social como medida de prevenção e à imprevisibilidade em relação ao que nos espera no futuro, alguns distúrbios também se fizeram presentes durante essa fase de pandemia.

No atual cenário, a sensação de apreensão e a tensão são “naturais” e intrínsecas ao período, no entanto, é necessário estar atento a uma possível potencialização dessas emoções. Isso porque é importante saber reconhecer quando a saúde mental, de fato, está afetada, principalmente para identificar as condições apresentadas pelos pacientes e tratá-las. 

Pensando nisso, neste conteúdo, vamos listar os transtornos mentais mais comuns em tempos de pandemia e falar um pouco sobre o desencadeamento e acerca dos principais sintomas de cada um. Boa leitura!

Transtorno Mental Comum (TMC)

O TMC pode ser caracterizado em circunstâncias em que os pacientes não apresentam sintomas que estejam abarcados pelos requisitos de classificação dos quadros de ansiedade ou de depressão, por exemplo.

Nesse caso, é comum que haja queixas sobre momentos de profunda tristeza, relatos de esquecimentos e de dificuldades para dormir, ausência de concentração e até algum nível de irritabilidade.

Depressão

Na experiência do isolamento social, os indivíduos geralmente precisam lidar com emoções fortes, como angústias e sentimentos de tristeza. Em cenários como esse, pode haver a evolução do quadro para uma depressão. Isso porque a pessoa acaba por se distanciar das relações antes estabelecidas com o mundo exterior e passa a focar apenas o seu próprio universo interno.

É comum que pacientes com a condição afirmem que tudo perdeu o significado, e que as pessoas mais importantes que a rodeiam passem a não ser mais vistas com o mesmo valor. Outros sintomas normalmente presentes são a perda da libido, as alterações (para mais ou para menos) no apetite, a falta de energia, a ausência de autoestima, a apatia etc.

Transtorno de Ansiedade

Por si só, o sentimento de ansiedade é natural e até útil para que os indivíduos consigam agir diante de determinadas situações. Entretanto, quando os seus principais sinais estão frequentemente presentes e chegam a atrapalhar o cotidiano do paciente, afetando os seus relacionamentos amorosos, a sua vida profissional, as relações familiares etc., há grandes chances de ter havido o desenvolvimento de um transtorno de ansiedade. 

Entre os sintomas que comumente surgem, podemos citar um estado de preocupação constante, sentimentos frequentes de apreensão ou de tensão, taquicardia, sensação de falta de ar, entre outros.

Síndrome do Pânico

Quando vivenciando a condição, é comum que o indivíduo apresente medo da morte, palpitações cardíacas, receio de perder o domínio sobre si, entre outros sintomas. Especialmente nesse caso, a sensação de perigo iminente pode ser desencadeada pelo surto do novo coronavírus, que rapidamente disseminou a Covid-19, acometendo muitas pessoas. Esses fatos podem acabar por serem gatilhos para a doença.

Em se tratando dos transtornos mentais mais comuns no período de pandemia — e de outros mais com sintomas similares —, o psicólogo é o agente principal para o tratamento. Ele é o profissional preparado para cuidar das questões emocionais das pessoas. Por essa razão, mais do que nunca, é importante buscar meios de se especializar a fim de saber empregar as abordagens mais indicadas em cada caso, elevando o nível das suas competências e auxiliando efetivamente os pacientes. 

Inclusive, no que tange a condições mentais, é de fundamental importância não ter dúvidas sobre como identificá-las. Por isso, aproveite a visita ao blog e leia um conteúdo que vai auxiliar você a esclarecer quaisquer confusões.

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.